Cuidados com a Gastrite

post8
Quem nunca ouviu um amigo, familiar ou conhecido chiar que está com gastrite? A pior situação é quando você é surpreendido e ouve do médico que está com gastrite. Muitas questões chegam ao Dieta e Saúde sobre como deve ser a alimentação para prevenir e cuidar dos sintomas da gastrite. Confira as respostas abaixo:
1- Quais alimentos devem ser evitados por quem sofre de gastrite? Por quê?

Os alimentos que devem ser evitados são aqueles que favorecem a secreção de ácido gástrico ou que irritam a parede do estômago. Esses alimentos são:

- cafeína: café, chás e refrigerantes à base de cola;
- bebidas alcoólicas;
- condimentos e temperos: qualquer tipo de pimenta, páprica, curry, vinagre, alho;
- alimentos que fermentam: couve-flor, rabanete, pimentão, repolho, feijão, brócolis, açúcar refinado, farinha de trigo refinada;
- alimentos ricos em gorduras: embutidos (salame, mortadela, presunto gordo, salsicha, linguiça), alimentos fritos ou preparações ricas em gorduras.
- evitar a ingestão de leite puro, pois ele contribui para aumentar a acidez;
- frutas cítricas: laranja, limão, abacaxi, kiwi, acerola.
2- Eles devem ser evitados sempre ou apenas quando as crises são desencadeadas?

Nas crises agudas esses alimentos devem ser excluídos da alimentação. Quando não há mais nenhum tipo de desconforto e a crise já foi controlada, a alimentação deve ser normal, adequada de acordo com o perfil do paciente. Alimentação normal não deve ser confundida com excesso ou ingerir tudo o que se deseja. Ela deve ser equilibrada e adequada às características do paciente evitando excesso e fornecendo os nutrientes na quantidade recomendada.

 

3- Quais alimentos não podem faltar no cardápio de quem tem gastrite?

A alimentação  - como dito acima - deve ser de acordo com as características e preferências alimentares do paciente. Ela deve ser variada, incluindo todos os grupos alimentares, dando preferência para os alimentos saudáveis com baixo teor de gorduras e carboidratos refinados como, por exemplo, doces, massas, pães.
4- Além dos alimentos em si, quais hábitos alimentares podem intensificar a inflamação do estômago?

A falta de uma alimentação regrada, contendo exageros como o excesso de doces, massas e gorduras podem colaborar para o surgimento dos sintomas da gastrite. Além disso, jejuns prolongados também estimulam a irritação da mucosa gástrica, levando aos sintomas característicos da gastrite (dores, náuseas, vômitos).
5- Por outro lado, quais hábitos alimentares são recomendados para quem tem gastrite?

Os hábitos recomendados são exatamente o oposto dos descritos acima, ou seja:

- uma alimentação com baixa quantidade de gorduras,
- evitar os alimentos que estimulam a secreção de ácido gástrico ou irritam a mucosa gástrica;
- não ficar mais do que quatro horas sem se alimentar.
6- O cardápio diário pode influenciar no desenvolvimento da gastrite?

A gastrite pode ser causada por múltiplos fatores como uso de medicamentos, ingestão de substâncias corrosivas, infecções, tratamentos cirúrgicos e comportamentais (stress, por exemplo).

Entre os alimentos, a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas está relacionada com o desencadeamento da gastrite. Entretanto, seguir uma dieta adequada e equilibrada serve como um fator de prevenção para o surgimento da gastrite. Mas, como dito acima, a gastrite tem múltiplas causas e uma alimentação balanceada não é certeza de que a gastrite não irá se desenvolver.

7- As bebidas alcoólicas também influenciam de alguma forma? Como?

A ingestão excessiva de bebida alcoólica está relacionada com o desenvolvimento da gastrite, pois ela aumenta a secreção de ácido gástrico que pode danificar a mucosa gástrica.

Categorias

INVENCO SOLUÇÕES
Av. Santos Dumont, 1789 - 1˚ andar - Sala 101
Aldeota - Fortaleza, Ce
Fale conosco: 85 3047.2510
Central de Adesão: 85 3036.8979

Siga-nos